Economia & Sustentabilidade andam Juntas na ECO Aquecedores.

Nossos produtos foram desenvolvidos para garantir que você tenha no menor tempo o retorno do seu investimento. E além de economizar na sua conta de energia, você  está contribuindo com o Meio-Ambiente ao utilizar uma fonte energia renovável.

Por que a energia solar é o futuro para o desenvolvimento sustentável?

O mundo passa por um grande desafio que envolve toda a humanidade, tão acostumada a utilizar a energia proveniente de fontes não renováveis como o carvão, o petróleo ou o gás natural.

Mesmo em meio a previsões que vez ou outra aparecem na mídia decretando o fim destas fontes na natureza, o fato é que promover o desenvolvimento sustentável é uma tarefa urgente e imprescindível para a continuidade da vida humana no planeta.

energia solar desempenha um papel importantíssimo nessa transição. Mas por que esse tipo de energia é a melhor opção para o futuro?

Porque precisamos nos libertar da dependência de fontes de energia não renováveis

O próprio nome já explica o motivo: apesar de serem extraídas da natureza, elas não podem ser recompostas.

Dados divulgados em 2016 pela Agência Internacional de Energia (IEA) apontam que o consumo proveniente de fontes não limpas, como o carvão, o petróleo e o gás natural crescerá relativamente menos nos próximos anos. Ainda assim, elas continuarão sendo utilizadas para suprir o aumento estimado em 30% na demanda de consumo até 2040 ‒ e continuarão representando mais da metade da produção, cerca de 70%.

Já no Brasil, de acordo com dados divulgados pelo Ministério das Minas e Energia (MME), o uso de fontes não renováveis para a produção de energia representou 58,8% do total em 2015, sendo:

  • 37,3% oriundos de petróleo e derivados;
  • 13,7% de gás natural;
  • 5,9% de carvão mineral;
  • 1,3% de urânio;
  • 0,6% de outras fontes não limpas.

Os resultados dessa dependência energética não renovável podem ser sentidos de várias maneiras, principalmente em relação a questões socioeconômicas e ambientais, causando dependência de países em relação a produtores e o grande impacto no efeito estufa por conta da alta taxa de liberação de gases tóxicos ao ambiente.

Porque a geração de energia solar só tende a crescer

A utilização de energias renováveis para a produção de eletricidade aos poucos vem ocupando um espaço maior no mundo. No Brasil, há um plano para aumentar a participação dessas fontes de 10% para 23% (no caso da energia solar, eólica e biomassa) até 2030 ‒ prevendo um corte de 43% nas emissões domésticas de CO2.

Segundo o relatório sobre energia solar no Brasil e no mundo divulgado esse ano pelo MME, em 2015 o mundo contava com uma potência solar instalada de 234 Gigawatts (GW), sendo que a geração total foi de 253 Terawatts-hora (TWh). Em 2018, o Brasil deverá aparecer na lista entre os 20 maiores países produtores desse tipo de energia, gerando uma média de 2,6 GW.

Em relação à geração de energia solar domiciliar, que utiliza o sistema fotovoltaico, estudos do Plano Nacional de Energia (PNE 2050) estimam que até 2050, 18% das casas brasileiras produzirão energia e 20% terão coletores de aquecimento de água.

Porque são muitas as vantagens socioambientais da energia solar

Em um mundo onde até 2040 pelo menos 500 milhões de pessoas ainda não terão acesso à eletricidade (de acordo com relatório divulgado pela IEA), as vantagens sociais e ambientais da energia solar são inúmeras. É uma energia limpa, eficiente, livre de carbono e econômica.

O nosso potencial brasileiro é enorme. E o mais curioso é que os maiores índices de irradiação solar se encontram em regiões de baixo desenvolvimento econômico. Segundo o MME, a Região Nordeste apresenta um dos maiores índices do mundo entre as regiões geográficas.

Além de termos excelentes reservas de lítio e silício ‒ principais matérias-primas dos painéis fotovoltaicos e de baterias ‒ estima-se que as energias renováveis criem cinco vezes mais postos de trabalho do que as convencionais. Na área rural, por exemplo, a instalação de painéis fotovoltaicos acima de 2 metros de altura pode favorecer o cultivo de legumes e hortaliças.

Depois de todos esses dados e projeções, podemos concluir que há luz no fim do túnel do desenvolvimento sustentável ‒ e ele passa, sem sombra de dúvidas, na geração de energia solar.

Se você ficou com alguma dúvida ou quer nos contar a sua experiência sobre esse tema, deixe seu comentário!

Fale com a ECO Aquecedores nos Telefones: (31) 2526-9780 || WhatsApp 31 9.9560-0913. Siga-nos:
close